Indicação de Leitura: Eragon

segunda-feira, 1 de abril de 2013

E aí gente, tudo bem com vocês?
       Bom, hoje vou falar de Eragon, o primeiro livro do Ciclo da Herança, que teve seu último livro publicado no Brasil em agosto/2012.




         Eu adoraria falar sobre todos os livros, mas vou fazer apenas breves comentários sobre os três últimos.
O primeiro talvez seja o mais conhecido, já que teve um filme - muito mal adaptado, por sinal - lançado em 2006.



         Ultimamente nós tivemos uma autora bem jovem lançando seu primeiro livro, a autora de Divergente, com  24 anos. Porém Christopher Paolini era ainda mais jovem. Tinha apenas 19 anos(pelas minhas contas) quando seus pais o ajudaram a lançar seu primeiro livro.
         A ideia surgiu quando ele resolveu escrever uma história que reunisse suas fantasias, suas paixões de outros livros fantásticos. E bom, imagino que ele tenha conseguido. Até hoje, Chris vendeu 12,7 milhões de cópias. Sem falar que o livro é realmente maravilhoso. 
        Até hoje fico saboreando o final fantástico que teve a saga. Muitas vezes o final é previsível, mas eu realmente amei esse. Embora o fim de uma saga seja realmente uma grande tristeza, esse não foi o maior sentimento que prevaleceu. Herança, o último livro, é maravilhoso! Christopher fez um encerramento mais que perfeito. 

        Sou apaixonada pela elfa Arya, simplesmente perfeita. Mas vamos deixar isso para depois. Vou falar sobre Eragon, o primeiro livro. 
Eragon, o personagem principal é um camponês de 17 anos que vive com seu tio e seu primo em um pequeno vilarejo. 
Eragon e Arya
        Certo dia, vai a floresta caçar e se depara com uma pedra azul que surge com um clarão. Ele tenta trocá-la por carne, mas não consegue fazer negócio. Resultado: a pedra fica guardada e alguns dias depois nasce um lindo Dragão azul, que imediatamente marca o garoto como seu Cavaleiro.
Em seguida ambos podem se conectar por telepatia, e a dragão fêmea se apresenta como Safira.  
        O Rei tirando Galbatorix descobre a localização do ovo roubado pela princesa elfa de Ellesméra Arya Dröttning e então manda os Ra'zac, seres monstruosos parecidos com aves negras para pegá-lo. Esses seres matam o tio de Eragon, e o garoto resolve partir para se vingar(vingança essa que irá se estender, de certa forma, até o último livro da série). 
        É nessa jornada que ele conhece realmente Brom, um contador de histórias que vivia na aldeia. Eles partem em busca de vingança e apoio dos Varden, uma organização rebelde que luta contra o rei tirano. 
Em certo ponto da viagem, Eragon  encontra Arya, que estava prisioneira do espectro Durza e  também Murtag um estranho aliado. 
Infelizmente, não posso comentar mais nada, se não vai ser uma resenha/resumo e vai estragar muitas surpresas do livro. Só digo que é um livro para todas as idades, assim como o resto a série. 
A capa de cada livro é um dos últimos dragões vivos. A de Eragon, é naturalmente Safira, a dos outros terão que descobri sozinhos. Achei todos os títulos ótimos, principalmente Brisingr, mas me pergunto porque o autor não fez um nome para o quarto que não fosse ser traduzido. Todos os outros são iguais nos EUA e Brasil. 



Qualquer dia eu faço um post abordando os outros livros. Por hoje deixo vocês com quatros olhos, de dragões poderosíssimos. 

Até o próximo post! 
carol 

1 comentários:

  1. Oi Carol! Já ouvi falar coisas muito boas dessa série e sobre a escrita do autor. Gostei muito da história.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Blog contents © Literaclub 2012. Blogger Theme by Nymphont.